Empresas do interior não dão valor a sistemas de informação

Empresas do interior não dão valor aos sistemas de informações. As organizações no interior do país possuem grande resistência às mudanças do mercado, o que pode gerar um prejuízo muito grande para elas e para a sociedade. É difícil disseminar para os gestores mais familiares, a importância de um sistema de informações, e um planejamento estratégico sobre isso. E a pergunta é: até quando elas conseguirão sobreviver sem essas ferramentas?

Essa resistência quanto às novas tecnologias ocorre por variáveis muito comuns nas empresas familiares: eles desconhecem as vantagens do sistema, e as coisas sempre foram feitas daquela maneira. Dessa forma, quem irá pagar um preço elevado sobre um equipamento que teoricamente não sabe usar, e que não segue os processos tradicionais?

As empresas de interior, geralmente familiares, possuem a prioridade da gestão em outras áreas, e ainda fazem isso sem ajuda de um sistema complexo. Isso ocorre porque essas empresas possuem uma barreira às mudanças, e não compreendem que o mercado pode engoli-las no futuro.

São inúmeras as vantagens que um sistema bem aplicado pode trazer para a organização, como qualidade nos processos, rapidez de entrega, auxilio de gestão, e outras infinidades de itens que podem ser aprimorados. Mas mesmo que se saiba isso, a resposta geralmente é: Sempre foi feito assim, e desse jeito funciona.

É preciso se perguntar, e algum momento, até que ponto vai funcionar? O mercado está pressionando cada vez mais as organizações, e semelhantemente ao pós-guerra, quem não for devidamente estruturado, pode estar vivendo os últimos dias dentro de uma empresa saudável.

Existem inúmeros casos de organizações que salvaram-se através da utilização de sistemas, mas apenas as empresas culturalmente evoluídas conseguem visualizar e aplicar essa oportunidade. A realidade de uma empresa familiar, com poucos gestores profissionais, não permite mudanças que não sejam entendidas pela maioria dos colaboradores.

Essa realidade, infelizmente, não se aplica apenas aos sistemas de informação, pois a implantação de estratégias de Marketing ou Gestão da Qualidade, por exemplo, também podem demorar até cinco anos para serem implantadas nessas organizações. Assim cabe o questionamento: o segmento sofre alterações nesse período? Obviamente, já que a realidade visualizável hoje era inconcebível cinco ou dez anos atrás.

Com as mudanças, as grandes corporações transformam sua estrutura e se adaptam as novas necessidades de mercado. E mesmo assim, em alguns momentos isso não é suficiente. Dentro de uma empresa pequena, e pouco estruturada, esse impacto é ainda maior, podendo gerar até a morte da organização.

É visto, então, que as pequenas empresas precisam iniciar suas atividades já com o planejamento estratégico de um sistema de informações, pensando melhor no controle interno e na gestão, para garantir sua máxima eficiência nos processos. O mercado não perdoa gestores negligentes, pois a era da produção, onde se vendia todo produto transformado pela empresa, já passou há muito tempo. E como já dizia meu velho pai “dormiu na praça, jacaré abraça”.

Fonte: Portal Administradores

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − três =